Ir para:    página inicial    |    conteúdo página    |    pesquisa 

: Blog

24-12-2010

Natal, Espírito do Amor e o Espírito Consumista

Noite escura.....

Nasceu um menino....

Noite escura.... O Pai ofereceu-lhe o Natal, com duas estrelinhas para o iluminar.

Estrelinhas diferentes!

Estrelinhas opostas... até no modo como brilhavam....

Uma estrelinha chamava-se Espírito do Amor.... A outra chamava-se Espírito Consumista.

As duas estrelinhas brilhavam conforme o desejo do menino....

A estrelinha Espírito do Amor brilhava intensamente. A estrelinha Espírito Consumista brilhava apenas debilmente.....

O menino tornou-se Homem.....

A estrelinha Espírito do Amor brilhava quando o Homem ajudava os outros, quando era amável, solidário, tolerante generoso. Quando sorria, quando dava um abraço, quando fazia um carinho e quando amava....

A estrelinha Espírito Consumista brilhava com desejos opostos. Quando o Homem era superficial, egoísta, materialista, orgulhoso e invejoso....

Quando o menino nasceu... a estrelinha Espírito do Amor brilhava intensamente, mas a pouco e pouco... foi perdendo fulgor..... e acabou por se extinguir na Terra..... Inversamente, a estrelinha do Espírito Consumista foi ganhando força e energia...Tornou-se vigorosa, energética e dominante....

Natal novamente....

.......................

Ainda assim, lá ao longe, no Céu imenso, brilha a estrelinha Espírito do Amor, para os que acreditam, para os que sabem que a felicidade está no ajudar os outros, num simples sorriso, num abraço terno, no calor humano....

O Espírito do Amor... brilha para os que acreditam que é possível mudar o Mundo para melhor....

Mas a Terra, entretanto, está triste...

O Espírito Consumista reina a seu belo prazer, imponente e avassaladoramente.....

Para os que acreditam ....

...dê um sorriso, dê o seu Tempo, dê calor humano...dê amor......

......Faça brilhar o Espírito do Amor..... Ajude a extinguir a brilho do Espírito Consumista.... que não é Natal.... que não dá felicidade....

 

 

21-12-2010

Dê o primeiro passo...

........... para mudar!...para tentar alcançar a felicidade!...........

A vida é um caminho especial, único… e intransferível..... Ninguém o poderá fazer por nós...nem ninguém conseguirá satisfazer as nossas necessidades humanas....

Dê o primeiro passo para evoluir, crescer, mudar e ser feliz!................

Não espere que sejam os outros... ou alguém que um dia há-de aparecer.....

Somos nós............... é você mesmo...que tem a capacidade de trabalhar para tentar… de procurar... de lutar.... de acreditar.................. de dar o primeiro passo para que o Mundo seja melhor....

Ninguém dará esse primeiro passo por si...............

A trilogia (pensamento, emoção, acção) significa que não basta termos pensamentos positivos... não basta termos emoções positivas... é necessário agir!!!! A nossa atitude será a bandeira da nossa realização como ser humano..... Iremos ser julgados pelas nossas atitudes.... iremos fazer o balanço da nossa vida...pelos nossos actos!

Iremos medir o caminho que efectuámos..... pelos passos que demos......

Estaremos a dar o primeiro passo... quando compreendermos que podemos viver de maneira diferente e melhor....... E que só nós teremos capacidade de modificar o momento presente....

Ao darmos o primeiro passo..... estaremos a crescer e a evoluir como seres humanos.....

O primeiro passo certamente irá romper a rotina básica e diária e, inevitavelmente, irá ser acompanhada de outras acções...... que, interconectadas levarão á meta e ao objectivo final .....

 

28-11-2010

Corações entrelaçados em nós...

No  meio da Floresta...um Homem encontrou uma porta....

Uma porta de uma casa....uma porta sem chave....

Uma porta para lá da vastidão da paciência...e para lá da procura sem cessar....

Uma porta sem chave…para lá do sentido e do caminho.....

Um pedaço de sonho...ou um fragmento de realidade.....

Ecos de uma casa encantada....

Uma imensidão de determinação no horizonte....

Um caminho de esperança no destino.....

No aroma do tempo.....alguém que soube desenhar o amor....em corações entrelaçados....

Um fogo imenso que mergulha na porta...e faz nascer uma chave....

A chave da porta do coração...que ilumina a vida.....

No calor dos corações entrelaçados em nós....eu desenhei o amor em ti......

Nasceu o amor...na chave que abriu a porta...............

 

17-10-2010

A nuvem rosada-azul...

Por detrás daquela nuvem...... brilhava um Sol radiante e intenso..... Incansavelmente, dia após dia, numa dança temporal....

Era uma vez uma nuvem que absorvia todo o calor e luz do Sol imenso.... num rodopio de emoções....

Uma nuvem rosada, feliz e alegre... que reflectia aquela luz imensa....

Lá em baixo.... as flores ,as arvores e as aves..... recebiam cada vez menos luz..... porque a nuvem se tornava espessa e volumosa...... ficando com todo o brilho do Sol....

Lá em baixo.... a pouco e pouco a escuridão ia aumentando......

Mas..... a nuvem imensa....queria todo o brilho do Sol para ela...... A cada dia que passava, menos luz de Sol deixava passar....

Sofregamente, a nuvem queria mais e mais..... num desespero de vivência.....

A obsessão atingiu o limite quando...... não queria que o próprio Sol fosse dormir.....

Quando o pôr-do-sol.... acontecia..... começava a chorar... e as suas lágrimas tornaram-se em vendaval enorme lá em baixo.....

A pouco e pouco a vida lá em baixo foi escasseando...... as flores deixaram de sorrir.... as aves deixaram de voar..... e a música deixou de tocar....

Um dia, quando olhou para baixo..... percebeu que a vida lá em baixo deixava de acontecer.... e que a sua presença egoísta impedia que a vida acontecesse e que o sorriso aparecesse, nos outros....

Percebeu então que o Sol é de todos..... que o seu brilho é essencial para o mundo.....e então colocou o seu vestido transparente..... e envolveu-se na cor do próprio céu.....

Quando percebeu a importância do Sol nos outros..... encontrou a chave do coração......

O dia luminoso... voltou à Terra..... e as flores voltaram a sorrir......... 

 

 

06-10-2010

Amor é... amor não é...

Porque existe uma diversidade relativamente ao Ser e ao pensar... a convivência entre duas pessoas implica o termos que aceitar a pluralidade...

A convivência a dois implica estabelecer pontes de comunicação, onde o diálogo representa a estrutura dessa ponte...

Há aspectos do nosso carácter e personalidade que podem ser um obstáculo ou mesmo um impedimento às relações humanas. A ponte de comunicação deverá ter sempre como objectivo o limar e mesmo rectificar esses aspectos....

Para a convivência... é necessário entender o outro.... é necessário compreender o outro.... é necessário ver a perspectiva do outro....

Para a convivência.... é necessário o respeito e a tolerância para com os outros...

A vida trepidante, agitada e competitiva..... faz surgir a crise de convivência....

Antes ou depois...... surgirá sempre... uma crise.....

O amor é um acto constante de dar e receber.....

O amor não é atracção..... 

O amor é estabelecer múltiplas pontes de afinidade, procurar e incentivar interesses comuns e proporcionar a conexão do entendimento e compreensão mútua..... O amor deverá, portanto, apoiar-se em valores...... valores que implicam generosidade, paciência, tolerância, simplicidade, sinceridade e bondade....

O amor é.... darmos tempo para melhorarmos....

O amor é uma chama imensa, que necessita de ser continuamente avivada.....

O amor é .... não ignorar que existem crises de convivência a dois.....

O amor é.... encontrar múltiplos pontos de apoio na interacção e intercomunicação entre duas pessoas....

O amor é... querer melhorar sempre a relação  de convivência... mesmo sabendo que temos muitas arestas para limar no nosso carácter e personalidade...

Amar é... aprender....

Amar não é pegar em duas pessoas com beleza exterior estonteante e colá-las! Elas até se podem colar, mas a erosão do desgaste quotidiano faz avivar as crises de convivência...

Amor é... estabelecer elos de entendimento e comunicação.....

Amor... é querer o melhor para o outro....

Amor não é..... querer ter sempre razão!...

Amor não é.... querer ser dono da verdade!...

Amor.... é um acto constante de dar e receber.....

Amor não é.... pensarmos que estamos certos...e que os outros é que têm que mudar.....

Amar.... é ser flexível........

Amor é.... muito mais do que isso.....É profundidade e intensidade de afectos e emoções....

Amor é... acreditarmos no outro...........

Amor é...... acreditar no amor..........

O amor é...... para além do conceito e da definição..... o amor é... para além da dimensão humana....

Amor é.... perceber a dinâmica da convivência  e trabalharmos a capacidade de adaptação á mudança e ao tempo.....

Amor é........

 

 

05-10-2010

Aprender sobre a felicidade...

A felicidade é individual.....

O conceito de felicidade depende de pessoa para pessoa....

Dentro do conceito de subjectividade, o núcleo alicerça-se certamente em 3 bases: físico, espiritual e harmonia físico-espiritual.

O conceito físico tem como pedra lapidar as circunstâncias externas ao indivíduo: os bens materiais que possuímos, o viver só para o prazer, quer seja sexo, comida ou mesmo uma vida de luxo.... No extremo destes casos, existe o hedonismo, o materialismo e a permissividade (tudo é permitido).

O conceito estritamente espiritual assenta apenas no viver exclusivamente para a actividade espiritual, interpretando a vida para os valores e para as virtudes do ser humano... O fazer o bem aos outros será a sua vida, esquecendo completamente qualquer prazer para si ou possuir qualquer bem material...

O conceito harmonia físico-espiritual estabelece uma ponte entre o interior e o exterior.... Integra o espiritual, o fazer o bem aos outros, mas também zela pelo bem estar interior...numa ponte que harmoniza o sorriso do coração e alegria de viver.... Saber sorrir para sentir o sorriso e saber dar aos outros o sorriso...

 

05-10-2010

Superar as dificuldades...

...é necessário.......

...é essencial ao crescimento.........

.....faz parte da evolução como ser humano......

Encarar os obstáculos como um factor que, necessariamente, está presente na vida de todos..... que não dependem de nós.....

Na vida, as dificuldades estão lá...... para todos os seres humanos, em maior ou menor gravidade, numa altura da vida, ou noutra.... Fazem parte da vida!...

E não adianta.... não as enfrentarmos...... nem adiantará.... termos uma atitude de auto comiseração...... Ninguém as vai ultrapassar por nós......

As dificuldades... podem sentir-se como inultrapassáveis..... mas elas estão lá....para aprendermos mais uma lição....

Aprender para crescer..... aprender para evoluir.....

A atitude certa é relativizá-las...... dar-lhe a dimensão própria de uma lição apenas....

Os obstáculos existem para serem vencidos por nós.... com determinação, com paciência..... às vezes, imensa paciência... e acreditar que é possível ......... acreditar que é possível sempre..... acreditar que venceremos......

....E, sempre, com amor...... o amor é a energia necessária para ultrapassarmos os obstáculos.......

 

 

26-09-2010

A pérola da vida...

A vida é extremamente curta........

Não nascemos com um livro de instruções....

Não sabemos como percorrer o caminho em direcção à felicidade.....

Todos temos o desejo de ser felizes...... isso é comum....

Crescemos quando nos interrogamos.... sobre quem somos?... qual é a nossa missão?.... como conseguimos ser felizes?...

Crescemos quando efectuamos o trabalho interior... para tentar encontrar respostas..... e como encontraremos a pérola da vida.....

Eu penso que a pérola da vida... estará num equilíbrio/ harmonia entre o interior e o exterior......

O interior pelo que representa.... o desfrutar verdadeiramente..... o desfrutar da vida.... o desfrutar de cada momento.... o saber viver..... mas também o desfrutar de tudo o que fazemos.... o desfrutar do dia a dia.... o desfrutar de todas as actividades que fazemos, desde comer, passear, trabalhar....

O desfrutar daquilo que vemos, daquilo que sentimos...

O exterior... que consiste no praticar o Bem.... ser generoso, ser bondoso, ser simpático... para com os outros.... dar amor...

Na ponte de ligação entre o interior e o exterior..... estará o amor..... o amor que sentimos e o amor que damos.....

Não conseguiremos dar amor aos outros.... se não tivermos a capacidade de saber desfrutar.... se não soubermos desfrutar do que temos e do que somos.... não conseguiremos desfrutar do praticar o Bem.....

A alegria de viver... parte de dentro para fora.....

A felicidade de sentir alegria ao praticar o Bem...

Mas praticar o Bem.... não para que os outros o saibam ou vejam.... mas sim , de forma anónima e autêntica..... de prazer de o praticar....

O amor... pelo amor..... na pérola da vida.....

 

24-09-2010

A flor sem pétalas...mas com perfume...

A casa abriu as janelas... A porta deixou entrar o Sol radiante...

No interior, uma semente de flor.....

E pessoas, muitas pessoas a regar a semente.... que depois flor....

Imensas pessoas se cruzaram.... uma flor que cresceu com cinco pétalas: a pétala do egoísmo, a pétala do ego, do materialismo, do orgulho e da inveja...

Pétalas que cresceram, regadas pela vida e desenhadas pelas pessoas.... mas, sem perfume....

Um dia..... um olhar, um toque, um pulsar do coração........... e a flor exalou um perfume.....

Nesse instante.... as pétalas caíram............ pela intensidade do perfume....

Ficou uma flor sem pétalas.... mas com um perfume intenso.....

E a flor cresceu.... aprendeu a viver e a desfrutar o momento... aprendeu a desfrutar de tudo o que fazia....

A flor cresceu... até atingir o céu... e se perder nu azul imenso.....

A flor chamava-se.... despertar da consciência...... e nesse dia deixou de ser uma flor... para se transformar numa passagem para a verdade....

 

29-08-2010

Não temos qualquer poder directo sobre a Mente dos outros...

..........ou seja, se o nosso desejo incidir sobre um determinado objectivo (outra pessoa), isso não quer dizer que vamos conseguir atingir esse objectivo..... Não basta apenas querer..........

Podemos ter o desejo sobre outra pessoa...mas não conseguimos fazer, só per si, que esse coração bata por nós.... Ou seja, não temos qualquer controle sobre a mente e o desejo da outra pessoa....

A lei da atracção (o vulgar livro do Segredo) não diz que conseguimos aquilo que desejamos fortemente, mas tão somente que além de querermos muito..... teremos que trabalhar imenso a nossa atitude..... Melhorando a nossa auto-estima, sendo mais seguros, sentindo-nos melhor connosco próprios, cultivando o amor........... assim teremos mais hipóteses.... muito mais hipóteses... de conseguirmos o que desejamos....

O trabalho interior que devemos efectuar..... será sempre a chave do segredo... e não apenas o mero desejo ou querer...

Canalizando a nossa energia no sentido do objectivo a que nos propusemos..... e no sentido do trabalho que devemos efectuar dentro de nós próprios... poderemos atingir os nossos objectivos.....

Ou seja, podemos conseguir atingir o objectivo do nosso desejo............ indirectamente............ mas não directamente!

Lutar contra isso....é pura perda de energia ... e fonte de tristeza e frustração..........

..........E tão somente, porque nunca teremos um poder directo sobre a Mente dos outros..................

 

 

23-08-2010

Aceitar que somos diferentes... mas iguais...

A maneira como aprendemos e percepcionamos a realidades e os factos é diferente de pessoa para pessoa.....

.........Por isso, cada pessoa deverá encontrar o seu próprio caminho..... e não o caminho que gostaríamos que encontrassem.....

Cada um encontrará o seu caminho... à sua maneira.... com erros e aprendendo com eles.... ou não....

... O que é importante é que não deveríamos julgar os outros... pelas decisões que são ou seriam diferente das decisões que nós faríamos... nem os podemos culpar por não terem as oportunidades ou meios que nós temos....

Somos todos diferentes, mas iguais...... Iguais porque não somos melhores, nem piores.....

Não viemos ao Mundo certamente para julgar os outros......

A nossa percepção é diferente da percepção dos outros....

O que vemos, o que sentimos e o que pensamos é diferente de pessoa para pessoa.....

Só temos que aceitar os outros tal como são..... e também porque ao aceitarmos os outros como são... também estamos implicitamente a aceitar-nos a nós próprios....

Porque razão.... temos tanto que criticar nos outros.......?

Será que... no fundo..... quando criticamos os outros..... não estaremos a recusar aceitar algo em nós?

Aceitar os outros...como eles são..... é também aceitarmo-nos a nós próprios.... 

 

 

08-08-2010

Quando erguemos barreiras emocionais...

...........perdemos sempre mais........ um pouco da vida.....

As respostas intolerantes.... geram sempre respostas intolerantes.....

A não compreensão do "outro lado" das relações interpessoais, a não compreensão do momento, do contexto, a não compreensão da atitude, a não compreensão do melindre emocional do outro....... implicará facilmente ... mais atrito, mais discussão inútil, mais guerra.....

Se estivermos perante alguém que está irritado com qualquer coisa... e respondermos também com irritação...... o resultado é inevitavelmente a criação duma barreira emocional..... gera frequentemente a situação... de não mais falar com o outro....

Isto é perder vida!.... É perder o sentido da vida... é perder a capacidade de compreender e ser compreendido.....

Não erga barreiras!

Elas serão sempre um obstáculo à evolução como ser humano, ao bem estar interior.....

Treinando, porque se pode treinar, a tolerância e a serenidade nas respostas que damos..... compreendemos melhor o outro.... e seremos melhor compreendidos.....

O bem estar interior....... dependerá sempre das respostas que damos aos outros.....

 

 

08-08-2010

Atitude mental positiva...

Os tempos modernos exigem muito mais da atitude do ser humano...... As profissões são muito mais competitivas e exigentes, tal como as relações interpessoais.... O tempo é mais curto..... As pessoas acreditam menos....... toleram menos.... têm menos paciência..... A insegurança e os medos aumentam........... As pessoas habituaram-se a ter respostas rápidas.....

Perante as adversidades que a vida nos reserva...... a forma como reagimos determinará.... estados de ser, ás vezes, muito díspares.....

Perante os obstáculos e os problemas da vida, identificá-los como lições, aprendizagem e, mesmo, oportunidades, requer possuir e manter uma atitude mental positiva.....

Reagir com uma atitude negativa, perante esses problemas, que surgem a todos, pode querer dizer depressão, desespero ou mesmo cair no abismo.....

Ter uma atitude mental positiva quer dizer... ter um rumo... em direcção a um objectivo definido.....Ter a capacidade de transformar um obstáculo em vantagem....

Uma atitude mental negativa quer dizer...... que não há um rumo...... que ficamos sujeitos ao vento da adversidade e somos levados para um objectivo que, muitas vezes, fica muito longe do suposto.........

Ter e manter uma atitude mental positiva em qualquer situação..... significa ter o controlo sobre a situação e não sermos controlados por ela…

A atitude mental positiva reflecte-se na nossa atitude para connosco... e na atitude para com os outros........

No fundo, através duma atitude mental positiva temos a capacidade de orientar os nossos pensamentos e fazer a gestão das nossas emoções....

Acima de tudo, é fundamental ...... acreditar.... acreditar sempre..... acreditar que é possível..... acreditar mesmo no impossível.....

 

07-08-2010

A lágrima do coração...

Nasceu perdida... ou talvez não!....

Saiu pela porta do coração.... e sentiu o mundo agreste...

Olhou para mim...

Tocou-me.... suave e docemente.....

Deslizou.... matizada pela dor........

Enegrecida.... perdeu-se...

E voltou a encontrar-se...

Deslizou.... parando.... e deslizando....

De tanto percorrer.... encontrou os meus lábios....

Beijou-me.....

Percorreu o canto dos lábios.....

E mergulhou ...

no lago da tristeza.....

Era uma lágrima.... de um momento de tristeza....

Era uma lágrima triste..... de tantos momentos que a vida tem......

Era uma lágrima do coração...... que um dia, por me beijar...... fará nascer um sorriso..... 

......................................................................................

...............................................................................................

..........................................................................................................

 

E o sorriso pensou.....

Há tantas pessoas a precisar de ajuda e de amor.......

........................que não faz sentido a lágrima do coração.................

..........Ou será que faz?

 

 

05-08-2010

O homem é o construtor da própria gaiola...

Ansiando pela liberdade, o Homem volta-se para fora de si mesmo... e começa a construir a sua própria gaiola....

Quando o Homem pegou nos pensamentos negativos, nas crenças, nos preconceitos, na culpa, na vitimização.... perdeu a capacidade de voar... e perdeu a capacidade de ser livre e autêntico.....

Quando o Homem deixou que a Sociedade lhe fornecesse os ferros para construir a gaiola...... através do seu controle...... o Homem começou a construir essa mesma gaiola, através do seu Ego..... e perdeu a liberdade, a possibilidade de mostrar o seu Eu, a capacidade de ser verdadeiro....A Sociedade manietou-o, dando a matéria...e o Homem criou o seu próprio obstáculo, edificando um caminho falso, onde vive em função do que pensam de si.... por medo!!!!

Construindo uma gaiola..... o Homem perdeu a liberdade, perdeu os movimentos simples e alegres, perdeu a capacidade de sonhar e acreditar no impossível..... O Homem deixou de acreditar no amor.... e enclausurou-se numa gaiola.....

Tornou-se .... assim.... um ser controlado pelos outros... deixou de ver o céu imenso..... Deixou de pensar por si próprio....

E conformou-se......

Na gaiola..... ficou sem rebeldia, sem questionar... sem reflectir... sem parar para pensar... sem criar objectivos de vida, sem criar um sentido de vida....

E conformou-se... em ser como os outros, sem liberdade para pensar...

O Homem complicou a sua vida...... tornando difícil a felicidade..... porque não é possível ser feliz..... numa gaiola.....

Por medo..... o Homem não se apercebeu de que construiu a sua própria gaiola.....

 

 

03-08-2010

Viver com os olhos do passado...

............é não viver verdadeira e intensamente o presente...... ou melhor, mancha o momento do aqui e agora.........

Ver com os olhos do passado... é um obstáculos às relações interpessoais..... é um obstáculo ao amor.....

Acontecimentos traumáticos, sobretudo vividos na infância, abrem feridas emocionais importantes que virão a provocar cicatrizes emocionais....

Estas cicatrizes emocionais... são uma causa de visão enevoada do presente....

Estão sempre lá!... Transportamo-las na nossa mente... entorpece-nos a alma e dificulta a capacidade de podermos viver intensamente e integralmente o momento presente.... que é afinal o único tempo válido da realidade....

Ver com os olhos do passado... é semelhante a ver a realidade por uma janela embaciada.... A percepção da realidade está distorcida... Não nos deixa ver bem.... ou mesmo, impede-nos de ver!.... A distância da realidade depende do grau de embaciamento da janela....

Ver com os olhos do passado.... é perder a capacidade de vivermos o que verdadeiramente interessa....

O passado já passou.... e nunca deverá ser um obstáculo para vivermos o momento!... nem à capacidade de estabelecermos uma relação a dois ou outra interpessoal saudável....

Sempre que se estabelece uma relação a dois... estas feridas abertas não deverão estar lá.... temos que saber vê-las e neutralizá-las...... Porque senão, mais cedo ou mais tarde, irão criar atrito e podem ser a causa de ruptura....

Ver com os olhos do passado... é perder a alegria de viver... no muito que se perde... em cada dia que já passou.... em cada momento que consumimos inutilmente..... num desperdício de vidas e felicidade.....

 

 

26-07-2010

Face a face... com a dúvida...

No processo evolutivo...... em que caminhamos no sentido de uma vida feliz, realizada e com sentido..... há uma altura em que nos sentamos à beira do caminho .... e nos questionamos......

Quando percebemos que há uma missão, quando percebemos que há um objectivo (amor), quando percebemos que há um olhar ................ num horizonte para além de nós próprios tudo se conjuga...... a vida flúi com suavidade e beleza, sentimo-nos vivos..... sentimos o desapego… sentimos a liberdade..... sentimos cada momento que passa com intensidade..... Sentimos o nosso eu autêntico numa paz interior imensa.... E acreditamos...

Mas..... há uma altura..... em que paramos à beira do caminho.... e colocamos a dúvida.....

E se estamos errados e os outros estão certos..... quando eles tentam dominar a concorrência, quando são egoístas e superficiais, quando pensam nos bens materiais, quando só pensam em enriquecer e aproveitarem-se dos outros....?

Vemos que  a grande maioria das pessoas está na multidão, a viver segundo as crenças e conceitos antigos..... Vemos que a grande maioria das pessoas acha estranho que alguém questione o porquê, quando alguém tenta perceber a vida.... quando alguém dá amor....

A dúvida é legítima..... mas temos que pensar que há, de facto, os dois caminhos de vida..... O caminho materialista.... Que a multidão vive na ilusão...... e a  pensar que a vida é apenas o viver..... isso é real.... Mas a grande maioria destas pessoas são tristes, frustrados.... e têm geralmente na fase final da vida , a sensação de que desperdiçaram a vida. e que se pudessem voltar atrás teriam modificado muita coisa...

Mas... também há pessoas que querem mais da vida... há pessoas que questionam... que querem ser felizes.... e sentir a felicidade no sentido profundo e não apenas limitada aos escassos momentos de felicidade....

Quando olhamos para estas pessoas..... vemos um brilho no olhar e uma paz interior que tranquiliza..... Portanto só podem estar certas..... portanto o caminho é este.....

Mas..... não deixará de ser um caminho difícil.... um caminho com obstáculos, um caminho com momentos tristes....

Mas..... a atitude ao caminharmos supera os obstáculos.....

E sempre transportaremos a luz.... que aquece e ilumina  os corações perdidos....

 

 

25-07-2010

Retire as máscaras sociais...

.........e não tenha medo...........

Só utilizamos máscaras sociais ... por medo!....

É o medo que nos faz mostrar o que não somos......

É o medo que nos faz mostrar o que não somos..... única e exclusivamente para agradar aos outros...........

Deixe de querer agradar aos outros, perdendo a hipótese de ser você mesmo....

A vida é um fragmento de tempo, extremamente curto...... vivê-lo, não sendo nós próprios... é um puro desperdício....

Seja você mesmo.... seja autêntico.... liberte o seu coração.... viva segundo os seus próprios parâmetros....

Dispa do seu ser ... as crenças, preconceitos..da multidão..... No final da vida, essa multidão não vai estar ao seu lado, certamente....

Deixe de querer parecer bem ao mundo e aos outros.............

Conheça-se si próprio..... descubra o seu Eu autêntico... Faça o seu trabalho interior......

Sinta e assuma os princípios, que são realmente importantes para si.... e que são os seus objectivos de vida.....

Dispa o seu medo.... dispa a necessidade de agradar aos outros.... e viva verdadeiramente....

Sinta intensamente o momento a momento...... sem medo..... do que possam pensar de si.....

Sinta intensamente o aqui e agora..... sem medo.... e seja verdadeiro, autêntico.....

Pode parecer difícil e complexo de realizar..... mas o bem estar interior..... de caminhar autêntico e verdadeiro.... mostrará que é o caminho certo para o trabalho interior.... e vir a ser melhor ser humano....

 

 

23-07-2010

O Castelo da Mudança...

Era uma vez um Homem, que vivia na Terra da Abundância..... Era o Homem de sucesso....

O Homem de sucesso pensava que o Mundo girava em torno dele.... pensava que a sua realização e objectivo de vida eram as suas conquistas materiais e profissionais....

Um dia, porém, o Sofrimento passou por ele e pincelou-o totalmente... superficial e profundamente.... Era uma tinta escura, devastadora....

Aí...... o Homem de sucesso...percebeu que a vida, de repente, tinha perdido sentido....e deixou de conseguir vislumbrar para onde ia o seu caminho... o horizonte estava invisível....

- Para onde vai este caminho? Interrogava-se frequentemente.....

Caminhos múltiplos, que se entrecruzavam..... na pirâmide das escolhas.....

Mas...... os vários caminhos... só tinham dois destinos......: o abismo e o castelo da mudança.....

O abismo era uma direcção, mas não era uma escolha... Nunca poderia ser uma escolha... Ou melhor, era uma escolha errada!...

Quando o sofrimento imenso nos pinta o interior da cor escura.... só há dois caminhos possíveis......

O Homem escolheu... o que, de facto, deveria ser sempre a escolha.... O castelo da mudança.....

O Homem de sucesso pensando caminhou então para o castelo....

À porta..... o castelo tinha um aviso.....: deixe aqui todo o seu ego e as máscaras sociais......!!!

De início, ficou renitente..... mas acabou por concordar....

Finalmente esvaziou o interior de tudo o que era supérfluo!... E entrou.....

O castelo da mudança... estava ás escuras.....

De inicio, perdeu-se...... andou confuso.... aos círculos..... até que avistou ao longe umas luzinhas..... eram pessoas que passavam por ele, transportando uma luz....

Ao passar por ele, o seu caminho, que era escuro, ficava, momentaneamente, iluminado....

Verificou então que só havia uma maneira de percorrer o castelo da mudança.... Era transportando uma luz de amor....

Só o amor lhe permite ver na escuridão....

Mas.... percebeu que..... só conseguia ter uma luz de amor...... se abrisse a porta do seu coração.......

Abriu a porta do coração...... e deixou entrar a amabilidade, a humildade, a empatia, a generosidade, a sinceridade, a paciência e a capacidade de perdão........ Os sete elementos entraram...... no seu coração.....

Uma luz imensa... surgiu nele, iluminando tudo ao seu redor....

Percorreu todo o castelo da mudança...... recanto por recanto..... e saiu um novo Homem.....

A luz nunca mais o abandonou..... e, mais do que isso, serviu sempre para iluminar as pessoas que se encontravam na escuridão da vida.....

.......................................................................................

................................................................................................

Numa parede do castelo da mudança...... também estava um placar que dizia, em letras pequenas...... através da sabedoria também é possível entrar no castelo... .não é só através do sofrimento....

 

 

22-07-2010

Quando mudamos... única e exclusivamente para satisfazer a outra pessoa...

...não é lógico.... é contra-natura.... e tem consequências inevitavelmente no desmoronamento do nosso eu interior....

Devemos mudar... quando achamos que é positivo.... quando a situação bio-energética flúi livremente na ligação interior-exterior....

Devemos mudar... porque é importante mudar... na evolução que estamos a efectuar como ser humano....

Devemos mudar.... porque achamos que é necessário mudar..... porque é importante mudar..... porque devemos mudar....

Não devemos mudar..... para satisfazer outras pessoas.....

Não devemos mudar.... porque  a outra pessoa gostaria que fossemos como ela gostaria que fossemos...

Não devemos mudar ..... porque a outra pessoa não gosta de nós como somos.....

Nós somos quem somos.....

Mudamos o que é necessário... porque precisamos evoluir.....

Mudamos o que é necessário.... porque precisamos melhorar como ser humano....

Nas relações interpessoais..... na relação a dois..... se alguém não gosta de nós como somos..... é porque pura e simplesmente não existe sintonia-harmonia.....

Se alguém não gosta de nós como somos.... é porque o amor não flúi.....

Nunca devemos mudar..... porque a outra pessoa gostaria que mudássemos.... mas apenas porque achamos que devemos mudar.....

E, o inverso, também é verdadeiro..... porque queremos mudar os outros... se não temos capacidade, muitas vezes, de nos mudarmos a nós próprios....

 

 

22-07-2010

Um beijinho de mar...

Senti tocar........... ao de leve, indelével......

Suave......

Um calor... na superfície dos meus lábios............

Uma onda .... a percorrer..... a superfície de mar....

Tanto prazer ........... a percorrer...........

Em mim... em ti....

Tudo o que senti......... ao pé de ti......

Foi pouco... foi muito....

Senti tocar.....

Acariciou...... murmurou......

...na superfície do meu corpo.....:

...estarei em ti!.......

Fechei os olhos..... e abri o coração.....

...Era uma brisa de ar.........

...Era um beijinho de mar!.....

 

 

17-07-2010

Esperar até tarde...ou ser tarde demais...

Porque é que só acordamos para o significado da vida.... habitualmente quando estamos próximo da morte ?..... Aí fazemos um replay da nossa vida.... fazemos uma reflexão sobre o filme da nossa vida.....

Só na proximidade da morte é que ...... na maioria dos casos... descobrimos que deveríamos ser mais bondosos, solidários e generosos....

Só quando estamos na recta final... é que descobrimos que poderíamos ter sido melhores pessoas...que deveríamos ter interagido melhor com os outros e com a nossa família....

Ao longo da nossa vida.... estamos sempre a adiar essa revisão... estamos sempre a pensar que temos razão.... e que não vamos abdicar de nada....

Mas.... quando estamos na proximidade da morte.... percebemos finalmente que deveríamos ter agido de outro modo.... que a vida afinal foi muito curta.... e que a desperdiçámos duma maneira tonta....

Ao longo da nossa caminhada pela vida.... damos um controle total ao nosso Ego, relativamente ao coração..... Ao estarmos próximo do fim.... percebemos que deveríamos ter dado mais importância ao coração.... e que deveríamos ter anulado quase sempre o Ego....

Porque é que não acordamos para a verdadeira realidade da vida..... quando ainda estamos a caminhar?

Porque é que não percebemos que deveremos melhorar como pessoas.... quando ainda estamos a caminhar?

Porque é que damos tanta importância ao Ego, relativamente ao coração?

Porque é que habitualmente temos que estar no fim.... para percebermos o durante?

Se tivéssemos oportunidade de viver a nossa vida de novo.... não mudaríamos muita coisa?

............E porque não começar já a mudar.... enquanto é tempo?

 

14-07-2010

Encontrar o sentido da vida ...

Encontrar o sentido de vida.... é um dos itens essenciais ao saber caminhar, ao saber viver....

O Homem distingue-se do animal... porque o animal só tem um único caminho na vida........ só tem um sentido de vida: ser aquilo que é!...Não têm escolhas múltiplas... só têm uma escolha....

O Homem, pelo contrário, tem vários caminhos, várias escolhas, várias oportunidades à sua disposição......

O Homem não tem um destino traçado, contrariamente ao que a maioria das pessoas pensa, seja pela vontade divina, sejas pelo código genético que possuímos....

Encontrar o sentido de vida... é essencial para sermos felizes... e ter alegria ao caminhar....

Ter um sentido de vida é ter uma seta indicativa de direcção a apontar para..... a realização pessoal e o ter um significado enquanto ser humano...

Mas o aliciante e a dificuldade da compreensão deste caminhar e desta atitude.... é o facto de não haver apenas um caminho... Existe uma entrecruzilhada de caminhos..... O Homem é sempre confrontado com várias possibilidades...e nem todos levam ao sentido de vida....

Confundir o sentido de vida... apenas com viver momentos de prazer, que são superficiais, que são curtos.... Os momentos de prazer são necessários também, são importantes....mas nunca deverão ser apenas o elemento essencial de direcção......

O sentido de vida....na minha humilde opinião, deverá ser sempre o resultado da integração de cinco elementos:

- A simplicidade

- A humildade

- O amor

- O ser autêntico

- Ter paz interior

Ter um sentido de vida... é ter um rumo... em direcção ao horizonte da felicidade.....

Não ter um sentido de vida... é estar sem rumo, perdido, ao sabor do acaso......

 

11-07-2010

Quando fazemos interpretações...

A nossa interpretação de um determinado acontecimento é..... apenas a nossa perspectiva. E, quando fazemos a nossa interpretação... acrescentamos sempre alguma coisa.... sons, cores e sabores....

Ou seja, a nossa interpretação.... traduz a nossa realidade... não contempla a perspectiva, o contexto e a realidade da outra pessoa...

Quando acontece algo... em que intervêm duas pessoas... só fica esclarecido esse episódio... a partir do momento em que as duas pessoas dialogam... e se tentam enquadrar as duas realidades intervenientes.....

Quantas mágoas mancham o passado, quantas frustrações incontidas, quantas separações mal resolvidas, quantos traumas emocionais... surgem  e estão presentes... e são uma mácula na existência de cada ser humano... apenas porque alguém não dialogou... e/ou não foi capaz de perceber as duas realidades, as duas perspectivas... de um dado acontecimento....

Tudo resultado apenas de... uma interpretação: a nossa!

A nossa interpretação ... será sempre e apenas... a nossa interpretação... e não a realidade como ela é....

A realidade é composta por múltiplos contextos e diversas perspectivas......

 

 

10-07-2010

O pinheiro alto e a sua sombra...

Era uma vez.... um Pinheiro alto, orgulhoso e majestoso..... que vivia na falésia mais bonita....

Não conhecia a humildade..... crescera para dentro dele próprio..... numa dimensão crescente sintonizada com o seu ego....

No alto da colina, vivia..... imerso na beleza da paisagem..... indiferente ás outras plantas...... Aliás, ao seu redor, não cresciam flores....

Sentia-se o melhor..... sentia-se com direito a serenatas ao pôr-do-sol...como se o mundo girasse ao seu redor.....

Dia a dia sentia-se mais alto..... mais imponente.....

Um dia...percebeu que ao seu lado.... estava .... uma sombra.....

A sombra olhava para ele... ternamente. Crescera com ele..... evoluíra com ele..... e sentia-se feliz por estar ao seu lado....

Inicialmente incomodado.... por alguém perturbar o seu ego.... habituou-se... e , posteriormente, sentiu-se feliz... por partilhar os dias de Sol intenso... com a sua sombra.....

Só nessa altura.... percebeu.... a importância da partilha.... e a necessidade da existência do Sol.....

Mas.... a pouco e pouco.... o seu ego.... não lhe permitia ser empático...... pensava que tinha direito a mordomias... .e esqueceu-se de dar afecto à sombra.....

O seu ego não lhe permitia ver a realidade.....

O tempo desgastou aquela partilha..... e um dia zangaram-se......

O ego do pinheiro alto foi incapaz de pedir perdão.....

....e a sombra... um dia partiu!.... para o mar das cores múltiplas...... e levou com ela o Sol.....

O Pinheiro bravo continuou imponente... na sua falésia..... sem ramos de humildade....

Sem Sol.... um dia morreu.....

Ao cair da falésia..... todos ficaram admirados..... porque estava oco.... Apenas restava a fachada do seu ego.....

 

 

09-07-2010

O lápis e a folha de papel...

Era uma vez...um lápis de tinta amor, que não escrevia.... A tinta amor estava seca, de não escrever. Gostava de estar longe do bulício dos riscos e dos borrões....

Era uma vez... uma folha de papel em branco, que não acreditava nas tintas...... e permanecia branca.... Uma folha de papel branco de alegria...

Um dia encontraram-se......

Encontraram-se num momento de poesia.....

O lápis de tinta amor tocou, de forma indelével, doce e meigo, a folha de papel em branco...

O caminho entre eles criou-se num traço...... criou-se música....

Criaram um caminho... na escrita de uma história de vida....

Um toque sincero.... um simples toque de tinta de amor..... e o lápis sentiu-se a percorrer a superfície da folha de papel..... num momento de paixão e cores intensas....

Desenharam emoções.... beijaram-se numa simples linha... e sentiram a alegria de partilhar todos os pontos na mesma linha......

O lápis escreveu com  a tinta de amor, que não escrevia...... e dançaram, dançaram......

Coladinhos um ao outro..... olhos nos olhos... escreveram a mais linda história de amor.....

 

09-07-2010

Assumir a responsabilidade pela própria vida... para ser feliz!

Há três ideias básicas no percurso da procura da felicidade e no assumir da responsabilidade pela própria vida...

A primeira ideia é que há coisas/atitudes que podem ser mudadas...

Há , de facto, imensas coisas para serem mudadas..... e são essas opções que determinam o nosso caminho.....

As que não podem ser mudadas só teremos que as aceitar...... Não nos resta outra opção..... ou então estaremos condenados à tristeza e às preocupações por lutarmos contra o que não está sob o nosso controle.

A segunda ideia básica é que para crescermos como seres humanos temos que alterar algo em nós.....Temos que agir.....

A evolução como ser humano implica crescimento... implica mudança de atitude... implica acção....

Ou seja, é a ponte de ligação entre o que podemos mudar e o que é necessário termos ou sermos  para ser felizes.....

As mudanças podem ser maiores ou menores. Se queremos crescer interiormente..... teremos que alterar atitudes, crenças, preconceitos..... Temos que perceber o que é o Ego... e qual é a sua responsabilidade nas nossas atitudes....

A terceira ideia básica... é que teremos que definir... o que é preciso para sermos felizes. A felicidade é diferente de pessoa para pessoa...... Para cada um de nós..... temos de saber o que é necessário (sentirmos, sermos ou termos) para ser feliz!!!!!

 

 

07-07-2010

Quando não sabemos como continuar...

Porque pensam algumas pessoas em desistir?

Porque desistem tantas pessoas?

Por frustração............... Por frustração de não conseguir ..... o que desejam ter ou ser!!!!.....

Sobretudo não conseguir ter o que desejam ter.....................

Porque............ quem é escravo do desejo.... torna-se sempre insaciável................ querem mais e mais e ainda mais e sempre mais..... E, quando tiverem muito...quererão imenso...... e , quando tiverem imenso, quererão tudo.....

A sociedade consumista..... estimulou ainda mais o desejo impar e inato do ser humano..... 

Desistir ???'..... Nunca!!!!!!!!!

Antes de mais.... é importante quem chega ao abismo....... que deva perceber porque está ali........

Antes de mais...... é importante perceber que o abismo...... habitualmente é criado por nós......

Antes de mais..... é importante perceber ...... que é possível sair dali......e ser feliz!...que é o objectivo primeiro e básico de qualquer ser humano...

Perceber o binómio controle do desejo-desapego!!!!

Perceber que nada temos, nem nada levamos... a não ser sabedoria.......

O desapego... é a capacidade de desfrutar do que somos e do momento...... sem estarmos preocupados com o que o futuro nos reserva.... ou seja vivermos cada momento... sem termos medo de perder aquilo que temos.....

Se percebêssemos.... que nada temos.....

O controle do desejo.... é fundamental. É fundamental perceber o que estamos a desejar.... que é um desejo.... e que o podemos controlar....

É errado não desejar..... não é essa a solução.... porque o desejo é movimento.... implica acção..... implicar ter a capacidade de caminhar, de se envolver... e de lutar pelo que queremos....

Quando não sabemos como continuar............................................................................temos que perceber a diferença entre o desfrutar realmente do que temos..... e o medo de o vir a perder.....!!!!!

O medo de vir a perder...... retira-nos a possibilidade de desfrutar plenamente do momento a momento..... e de sermos aniquilados pelo próprio desejo.....

 

 

04-07-2010

O importante é ser feliz... não é querer ter razão...

Era uma vez um senhor humilde e bondoso chamado coração.... que vivia numa casa no meio da Selva.....

Um dia apareceu a bater à porta um senhor rigorosamente vestido e aprumado. O senhor coração deixou-o entrar.... na sua maneira bondosa de ver e sentir a vida....

Mas..... o senhor bem vestido, a pouco e pouco, foi-se revelando.... um homem que não sabia perdoar, que pensava que tinha sempre razão..... que queria mandar..... que era o senhor da verdade.... que só tinha uma palavra.... e que estava sempre preocupado com a opinião dos outros..... Mais tarde disse o seu nome... chamava-se Ego!..... A pouco e pouco tornou-se o dono da casa...... e trouxe para junto de si os seus amigos mais íntimos: o orgulho, a ira, a raiva, a vaidade, a inveja.....

Todos eles passaram a viver naquela casa..... a casa que era afinal..... a casa do coração................................................................................................................................

............................................................................................................

............................................................................................

A felicidade tem uma razão inversa com o Ego...... Quando o Ego nos domina, o ser humano perde...... porque é mais difícil ser feliz......

Quando deixamos o Ego dominar-nos....... o risco de discussões e conflitos aumenta nas relações interpessoais.....

O Ego não nos permite centrarmo-nos no essencial..... O Ego preocupa-se mais com o acessório......

O Ego quer ter sempre razão...... O Ego quer vencer sempre......

Mas... afinal..... é assim tão importante ter sempre razão.....?

É mais importante alimentar este Ego, que nos impede de ser felizes..... ou, é mais importante ser mesmo feliz?

.......................................................................

...................................................................................

Porque é que o verdadeiro dono daquela casa, o coração, não assume o controle daquela casa?

É que só assim poderemos ser felizes...................................................................

 

 

01-07-2010

A casa do pássaro amarelo, sem amor...

Era uma vez um pássaro amarelo que resolveu construir uma casa.....

Arquitectou...delineou.....

Iniciou a construção... no local alto da Floresta....

Ornamentou o exterior da casa o melhor que pôde.....investiu tudo na fachada... As mais lindas pedras ornamentais..... As mais lindas janelas.... A porta mais bonita..... Pintou.... pintou..... e mais pintou.....

O pássaro amarelo tinha de facto...... uma casa deslumbrante...de uma beleza estética incomensurável.....

Mas..... a sua casa..... porque era enorme...... acabou por deixar um belo jardim de flores, ao seu lado,  sem poder ver o Sol.....

O pássaro amarelo nem se incomodou com isso...... tão fascinado que estava com a sua casa......

Apareceram então luzes, luzes de encantos mil.... a querer entrar na sua casa... e a iluminar a habitação.... Luzes que entravam na casa, mas que rapidamente saíam..... Entravam.... iluminavam o interior... mas, no interior da casa havia um vazio e uma escuridão que as empurravam para fora da casa ....

Assim vivia o pássaro amarelo, sem amor, orgulhosamente indiferente aos outros e encantado pela sua fachada tremenda.....

Até que..... um belo dia..... surgiu ... um vendaval... .um vendaval imenso.... um vento forte e intenso a soprar....

A casa do pássaro amarelo, sem amor...... abanou então....... abanou muito....... e rapidamente se destruiu..... O sofrimento estilhaçou toda aquela bela fachada....... Bastou um vento forte......

Só nessa altura se viu... que afinal aquela casa do pássaro amarelo.... era apenas fachada...... O interior estava vazio... estava oco.....

A casa do pássaro amarelo era só uma bela fachada....... E ao mais pequeno sofrimento rapidamente se destruiu.....

Ao lado...... as flores do amor, de estrutura frágil, mas flexível..... superaram o vendaval.... e ostentam agora as suas pétalas alegres e felizes......

E agora novamente...... a sentir o calor do Sol....... que lhes tinha sido ocultado.......

 

 

27-06-2010

Aprender a voar no perfume da Flor azul...

Era uma vez... um pássaro que caiu do ninho....

Abandonado, não aprendeu a voar.........

Entregue a si próprio.... sobreviveu no chão..... aprendeu a saltitar.... e saltitando cresceu.....

Era uma vez um pássaro… que não sabia voar....

De vida difícil..... aprendeu a sentir as dificuldades da vida.... enfrentou obstáculos....

Caminhou pelo mundo

Um dia..... cansado de saltitar... sentou-se a uma sombra... e adormeceu

Entre sonhos de cores múltiplas... sentiu-se a voar... sentiu-se livre... sentiu-se realizado... sentiu-se ele próprio....

Mas...... acordou bruscamente... com uma gota de lágrima a acariciar-lhe docemente a face...

Olhou..... e viu uma Flor azul, linda..... a olhar para ele de olhos lacrimejantes.....

Uma gota de lágrima que encontrou uma porta no coração....

Depois de muito conversarem... ficaram amigos... Encantados um com o outro, a Flor azul prometeu ensiná-lo a voar... no seu perfume... e o pássaro azul prometeu devolver-lhe o sorriso do amor...

Dia após dia, a Flor azul ensinou o pássaro azul a esboçar o primeiro bater de asas..... No seu perfume, o pássaro azul aprendeu.... a voar!

O pássaro voou, voou............. para bem alto...... intensamente, exuberantemente.... sem olhar para trás....

A Flor azul ficou encantada em ver o pássaro azul a elevar-se mais e mais....

Porém......... nesse dia, alguém passou pelo jardim... e colheu a Flor azul.... Ficou sem voz rapidamente....e o perfume desapareceu..

O jardim perdeu encanto...... O Sol encolheu-se.....

O pássaro azul, que voou para bem alto........ ficou sem o perfume da Flor azul...... e perdeu-se no azul do céu.... 

 

 

26-06-2010

Um Teste comportamental...

.......E se a vida fosse apenas um simples teste comportamental, em que existem perguntas e respostas?...

A vida poderá ser um Teste, ou melhor, vários Testes em sequência, em que só se transita de ano, após passar o primeiro, e assim sucessivamente....

O Teste é personalizado, diferente de pessoa para pessoa....

O Teste tem perguntas...... que não são mais do que os obstáculos com que deparamos..... Todos os seres humanos têm obstáculos nas suas vidas.... e os obstáculos são inevitavelmente diferentes de caso para caso.... E, às vezes, há perguntas difíceis, muito difíceis....

Mas.... a característica mais importante.... são as respostas...... Há respostas múltiplas para cada pergunta da vida.... Há respostas fáceis, há respostas difíceis....

Ou seja....... o segredo de termos positiva no Teste da Vida.... são as respostas que damos aos obstáculos com que deparamos.... podemos dar imensas respostas..... Habitualmente, damos a resposta mais fácil, mas também a resposta mais errada.... são as respostas baseadas nas emoções negativas....

O erro mais comum do ser humano...

E porquê?

A evolução como ser humano..... a realização de uma vida .... ou ter uma vida com sentido..... passará inevitavelmente por uma resposta, em cada pergunta, baseada em três premissas:... ter sempre empatia...... a preocupação de ajudar os outros..... ter como orientação o nosso bem estar interior....

A Felicidade.... a missão na vida ... está dependente da resposta que damos, perante os obstáculos e as dificuldades da vida...

A nossa atitude, a maneira como caminhamos dita a possibilidade de termos sucesso na vida.... e nos sentirmos gratos por viver....

Saber viver.... saber desfrutar da vida e a vida.... tem a ver, sobretudo, com a capacidade como sabemos responder às dificuldades..... a capacidade de tentar encontrar sempre a resposta baseada nas 3 premissas....

Estar em paz interior para ajudar os outros...

Trabalhar o interior... para sabermos responder sempre em harmonia, equilíbrio, paz interior e amor....

E se respondermos bem..... estamos a sentir-nos bem... e estamos bem com o Mundo...

 

 

20-06-2010

A velhinha que batia em todas as portas...

Era uma vez uma velhinha.... que caminhava alegremente pelas ruas das terras do mundo....

Casa após casa... batia a todas as portas...

Traço simples e humilde. Olhar meigo. Sorriso sincero.

Velhinha, tão velhinha como os primeiros seres humanos. Não tinha idade, nem ninguém fazia ideia onde teria nascido...

Batia a todas portas! Não se esquecia de nenhuma....

Mas raramente lhe abriam a porta... Umas vezes por medo, outras vezes porque não acreditavam nela e, a maioria das vezes, porque não a viam!... Olhavam, olhavam.... mas não a conseguiam ver. Essas pessoas ainda abriam a porta, mas...como não viam ninguém, rapidamente fechavam a porta da sua casa...

Todos falavam nela.... mas ninguém a deixava entrar em casa....

A pouco e pouco algum desânimo apareceu na velhinha... mas ela nunca desistia de bater a todas as portas...

Mas..... em todas as portas... estava sempre um Homem ou uma Mulher..... que não abria a porta.... ou que não deixava entrar a velhinha..

A velhinha.... triste e desalentada..... um dia partiu... para outro Mundo.......

Fala-se..... que terá ido para o Mundo do coração das crianças.... Aí, todos lhe abriram as portas......

Era uma vez.... uma velhinha chamada Felicidade................

 

 

13-06-2010

Um pedacinho de Tempo que não passou...

Era uma vez... um pedacinho de Tempo....que, um dia...... se tornou grande, inesquecível, irrepetível....Amou… sentiu a beleza da vida …

O pedacinho de Tempo era um menino diferente..... e, nesse dia, encontrou uma menina chamada " toda uma vida".... Um fragmento de Tempo que se transformou em grande... incomensuravelmente grande.... no Tempo....

O pedacinho de Tempo e a Toda uma vida..... tornaram-se uno....

A unidade foi pequena no espaço temporal........ mas enorme em emoção, imensa em emoção e ardente em paixão....

Era uma vez um pedacinho de Tempo... que não passou..... que não quis passar.... que ficou no olhar e no coração do Poeta e da Estrelinha de Luz, que ficou no encontro do Sol com a Lua....

Era uma vez um pedacinho de Tempo... que não passou...

O pedacinho de Tempo resolveu sair do próprio Tempo.... e tornou-se ele próprio um momento..... o momento....

 

10-06-2010

Uma casa. Janelas e portas...

Era uma vez um caminho…que encontrou uma casa. Muitas portas. Imensas janelas.

Um Sol escaldante.... Uma gaivota que voava ao longe... Uma luz cintilante.... uma escuridão escondida.

Uma casa demasiado dividida....

Onde estava a entrada? As frustrações e os medos esvoaçavam por entre as arestas...

Ao redor... uma imensidão de árvores....

Um olhar indiferente à multidão...

Um caminho fechado, um labirinto de pensamentos.... Cores de sentimentos vários... Água a correr. É acção...

Um brilho estonteante....

Ter a capacidade de ver a casa....Ter a capacidade de sentir a casa....

A casa representa a possibilidade de aprendermos... As janelas são o acto de amarmos ou de nos privarmos do amor... E as portas representam o fazer bem ou o fazer mal...

Era uma vez um caminho... que encontrou um labirinto, quando percebeu que podemos melhorar como pessoas...

Era uma vez um caminho que encontrou uma casa…

Em qualquer  caminho encontramos sempre uma casa....

Conseguiremos ver sempre a casa? E as janelas? E as portas?  

 

03-06-2010

Um pedacinho de tempo...

Era uma vez...um pedacinho de Tempo...que voava...infatigável.....de momento em momento…de pessoa em pessoa.....

Até... que um belo dia.... chegou a uma terra onde...... estavam dois campos.......perfeitamente distintos e complementares

Um campo... era luminoso...As pessoas sorriam, tinham um brilho especial..... Sorriam....... Era o campo do amor!.... O pedacinho de Tempo sentiu-se... encantado...... Saltitava livremente... Sentia-se realizado, ele mesmo...... A vida tinha sentido.....

Do lado oposto..... estava um campo escuro...... as pessoas estavam acorrentadas.... Ninguém sorria..... As pessoas desconfiavam, desconfiavam sempre.... não amavam...... A insegurança não as deixavam amar..... Cheio de curiosidade... entrou.... Em pouco tempo.... o pedacinho de Tempo...... sentiu-se envelhecer..... o tempo parava no próprio tempo.... o pedacinho de Tempo... transformava-se em Tempo...... Ninguém se movimentava livremente..... e não havia luz!!! Era o campo do ciúme...

O pedacinho de Tempo... percebeu que a luz era melhor do que a escuridão....

O pedacinho de Tempo... percebeu que o amor implica liberdade....

O pedacinho de Tempo... no amor e na liberdade..... transformou-se em ..... momento de Felicidade!!...

… Assim nasceram... os momentos de felicidade...................

.... O pedacinho de Tempo... pode ser Tempo apenas... ou momento de felicidade....tudo depende do campo onde se encontre a saltitar........

 

20-05-2010

O que é a vida?

O que é a vida?

Qual é a relação da Espiritualidade com a vida?

Entender a vida é... ir mais além! Ter as chaves do código da vida... é sabedoria!

A Espiritualidade está ligada à sabedoria. A Felicidade está ligada à paz interior. O acordar é estar atento ao ser interior... e perceber o caminho que temos que percorrer... Um caminho preenchido com obstáculos e oportunidades... Um caminho baseado no Ser... e não no Ter.

O código da vida terá certamente uma forma de chave, semelhante a uma balança... O centro representa a paz interior, centro do equilíbrio e da harmonia... os alicerces da Felicidade... a estrutura duma vida preenchida com movimentos de plenitude.

Os dois pratos da balança serão representados pela Transformação pessoal e pelo propósito ou missão na vida!

Os seres humanos estão habitualmente imersos nas crenças limitantes, nos medos intimidatórios, nos hábitos errados e num ego desmesurado e destrutivo. Para que o ser humano consiga vencer as limitações inatas ou adquiridas terá que operar no seu interior uma transformação onde o Eu, por acção dum trabalho interior contínuo se torne mais puro e permita o equilíbrio com o outro prato da balança... o propósito da vida!

Quando compreendemos que estamos na Terra com um propósito ou missão, percebemos melhor as oportunidades e os obstáculos... entenderemos o sentimento da vida, imbuído da ajuda aos outros e dum amor permanentemente exalado...

A transformação do Eu, baseada e vivida na paz interior vai determinar e desensolver a nossa missão....

Mas não basta ter a chave do código da vida... É necessário ter Liberdade... é esse sentido de liberdade que se vai manifestar nas Escolhas que fazemos contínuamente...

As escolhas... eternamente as escolhas que fazemos e que irão ditar o nosso destino... mesmo aos que encontram as chaves do código da vida.....

E no centro de tudo isto.... as respostas que damos, e como reagimos às oportunidades e aos obstáculos da vida.....

 

01-04-2010

O velho ancião do interior...

Era uma vez uma música de encantar que tentava despertar os ouvidos de um velho ancião de uma aldeia do interior.....

Na penumbra do dia... o velho respirava o aroma das emoções já vividas, anestesiando a realidade, num torpor dos sentidos e da vida.......

O velho insistia e voltava a insistir sempre..... em acompanhar o ritmo da música, embora o Tempo o tentasse seduzir para ir para outras paragens...

Respirava sempre ampla e majestosamente, numa reviravolta de preocupações que não cessavam de tentar controlar a vida....

Assim.... o velho ancião do interior... quando as emoções eram chamadas... rapidamente se empoleirava no topo do corpo... e praguejava.... murmurando sempre ao ouvido do Eu que ele é que tinha razão....

No tilintar de momento a momento do dia a dia... o velho ancião rápidamente assumia a liderança de um corpo e de um pensamento

Provocadoramente.... nunca deixou o interior... embora o Tempo e a Sabedoria o tivessem tentado inúmeras vezes....

O Eu raramente se apercebeu o quanto pernicioso este velho ancião era....

E... assim... o velho ancião... ainda vive no interior.....

Ninguém o viu... mas ele está lá sempre......

Ah.... ninguém sabe o nome dele... apenas sabem que começa por O. 

 

21-03-2010

Entender o propósito...

... entender a missão... o porquê......

A vida não é mais do que uma viagem....... na qual percebemos que existe um início e um fim.... e que também existe o durante...

Perceber o significado da vida é entender que existe uma valorização e uma realização... Ou seja, a capacidade que temos de evoluir... O significado é conseguirmos ser valorizados como ser humanos quando terminarmos...

Sem significado... é não evoluirmos como seres humanos... e acabarmos... quase como começámos... A diferença entre o começar e o terminar ser quase nula..

Entender a espiritualidade..... é perceber um significado, um objectivo e uma missão... Qual é o significado da vida...... qual é o propósito desta viagem....

A viagem está cheia de oportunidades... para crescermos...

Mas.... isso implica.... transformação.... implica uma modificação do que somos.... implica a percepção do que somos e do que poderemos melhorar....

Não percebermos a capacidade que temos de melhorar... é perdermo-nos no rodilhado dos sentidos apenas... é não acordarmos........

Perceber a evolução do ser humano.... perceber que existe uma viagem com intenção de melhorarmos como ser humano... é entender o verdadeiro significado da vida.....

.......e a verdadeira arte é saber aproveitar as oportunidades para evoluirmos...

Mas.... para isso, temos sempre primeiro... que acordar.....

 

04-03-2010

O abraço do olhar...

Há sempre um fogo para além do olhar....

Há sempre corações à distância a palpitar...

Há sempre imensa força num abraço....

Era uma vez uma árvore que vivia numa situação de deixar para trás.....

Era uma vez uma nascente...que vivia fora da cidade....

Entre pseudotentações.... o olhar de ambos nunca se tinha encontrado.....

A água fresca da nascente corria afastada da vontade...

A casa esculpida nas rochas conduzia a uma luz, que por sua vez, mergulhava no pensamento...

Ultrapassadas as distâncias, as pessoas encontravam-se ali....na ponte do olhar...

No pensamento das formas, a árvore e a água da nascente olharam-se nos olhos...olhos nos olhos...em silêncio...

A emoção do agora jorrou em força...acenando com um sorriso ténue...

O silêncio corria pelas escadas... a água vestiu a roupa e venceu o desejo...

Por um instante, a árvore e a água...abraçaram-se no olhar....

Para lá dos corpos  que foi levado pelas oscilações...o horizonte estava diante dos olhos...

O abraço do olhar mostrou o caminho.... o caminho da luz e do silêncio para lá da visão...

O ar ondulava trémulo nas ondas das escolhas, como sempre....

Naquele momento deixaram de ser estranhos e envolveram-se na sombra das palavras...

A entrada da cidade guardou o silêncio para lá das muralhas.... Tocaram-se na luz...

Um abraço... uma ponte no olhar...

Impaciente para seguir o seu caminho.... a água fez nascer uma paz na tranquilidade e no silêncio do amanhecer....

 

11-02-2010

A Escola da Vida...

Era uma vez uma Escola muito, muito especial...... chamada Escola da Vida...

Invariavelmente, todos os habitantes daquela terra eram alunos da Escola da Vida.

Desde que nasciam...... entravam nessa escola interna.....

Mas, entre os alunos encontravam-se alunos muito especiais...o desejo, o prazer fácil e a superficialidade.... Eram os alunos considerados rebeldes e que, sistemáticamente,  quebravam a harmonia, a disciplina e o sentido da Escola. Eram eles que desviavam os outros alunos da Escola e os aliciavam para outras andanças....

O professor chamava-se Sofrimento. Ensinava imensas coisas aos alunos, mas estes raramente aprendiam.... Preferiam voltar a cometer os mesmos erros, vezes sem conta.... O professor bem se esforçava, mas em vão.... Eram lições atrás de lições......

Os alunos, esses eram quase todos repetentes....

Para os alunos que aprediam as lições do professor Sofrimento... ainda havia mais.... A formação tinha como objectivo chegar à sala mais importante da Escola... chamada Sala Interior... Era aí que residia o conhecimento mais profundo.... o que dava acesso à plenitude...

Mas para chegar à Sala interior havia uma regra: tinham que evitar o professor Ego.... O professor Ego desviava-os sempre do conhecimento mais profundo..... evitando, deste modo, que os alunos conseguissem atingir o segredo da Escola.

A Escola ainda é a mesma... e os professores continuam lá...... tal como os alunos, quase todos repetentes......

 

11-02-2010

O Sol, a Lua e as Nuvens...

No caminho que estabelecemos, escolhemos ou optamos.... encontramos um emaranhado de pensamentos, sentimentos e actos.... num pavimento diário, qual calçada... traduzindo a cada momento ... um momento apenas...

Era uma vez um caminho que tinha vários amigos...... a luz, o amor, a amizade, os valores.... em sintonia com o azul do céu..... num olhar, num sorriso e numa atitude... expressão de vida...

Era uma vez um caminho que se deixava percorrer... com amor ou sem amor....

Assim nasceu o Sol e a Lua... Encontros, desencontros.... A noite e o dia...... A luz e a escuridão....

Afinal para se entender a luz tem que existir a escuridão... Para se entender o amor, tem que existir o ódio... Contradições e opostos na própria essência da vida.... A necessidade da existência de opostos para se encontrar o interior....

Mas....... depois... ainda há mais... Existe algo mais para além do Sol e da Lua... Existe algo mais para além da luz e da escuridão...

Existem nuvens......

Nuvens que são apenas os obstáculos à luz do Sol ou mesmo ao brilho da Lua....

Nuvens que são necessárias para o ser humano crescer....

Infelizmente, nuvens mais ou menos carregadas, nuvens que podem ser tempestades....

Mas elas estão lá......

 

04-02-2010

A realidade como...a sentimos...

....e não como a vemos!....

Perceber o que é a realidade.......

Insistimos frequentemente em pensar que a realidade é como a vemos..... e queremos defini-la..... e esquecemos, de facto, o mais importante... verdadeiramente... o essencial!

Porque..... o importante está para além do visível... a verdadeira realidade está para além do que vemos....

Porque.... o verdadeiramente importante... não se consegue ver...... não é definido pela visão..... mas apenas... pelo que sentimos....

Queremos e insistimos em que a realidade... é aquela que vemos..... e pensamos e afirmamos, com toda a certeza, de que a verdadeira realidade é aquela que está ali... à nossa frente.... diante dos nossos olhos....

Mas a verdadeira realidade..... centra-se apenas no importante.... e o que é realmente importante só o conseguimos ver ... com o coração!...

Só o coração consegue ver a verdadeira realidade....... só o coração consegue ver o que é realmente importante..... Os olhos, muitas vezes, deturpam o importante, o essencial... Os olhos, na maioria das vezes, desviam a realidade.... para a não realidade....

Como dizia o Principezinho..... só conseguimos ver realmente com o coração.....

 

Posts 1 a 10 de 43

 

Seguinte Último

Voltar